Indubel

Indubel

Indubel

CIESP Guarulhos promove reunião entre Secretarias e empresas da rua Indubel

 

Na manhã de 12 de junho, através de interlocução do CIESP Guarulhos, a entidade promoveu em seu espaço uma reunião entre as Secretarias Municipais de Obras, de Segurança, de Trânsito e Transporte e empresas da rua Indubel, em Cumbica.

A reunião, conduzida pelo diretor do CIESP Guarulhos, Maurício Colin, contou com a presença dos secretários de Obras, Linaldo Koga; de Segurança, Gilvan Passos; do secretário-adjunto de Trânsito e Transporte, Ticiano Neves; do Comandante e também do inspetor regional da Guarda Civil Municipal de Guarulhos, Messias Carvalho e José Aparecido; do sargento da Policia Militar, Lopes e do chefe de divisão da Secretaria de Obras, Anderson Govertz. Das empresas presentes estavam Afonso Cagnino, da Yamaha; Adna Hodes e Roberto Bertoli, da Croma; Dirceu Lima e Marcos Machado, da Tecfil e Marcos Alfredo, da Zaraplast.

O encontro, organizado por Maurício Colin, serviu para que um grupo de empresas instaladas na Rua Indubel, representando as empresas estabelecidas nessa rua, falassem com as Secretarias já citadas sobre os problemas de segurança, iluminação e trânsito que ocorrem nesse endereço.

Ticiano Neves, Gilvan Passos, Maurício Colin e Linaldo Koga

 

Iluminação

As empresas falaram da falta de iluminação pública na rua, de como isso afeta a rotina noturna e também a segurança dos colaborares.

O secretário Koga disse que hoje a iluminação é uma dificuldade em toda a cidade, e na Indubel o problema não é de manutenção e sim de ampliação. Nesta rua o que funciona é a rede de alta tensão, por isso é preciso pedir a instalação da rede de baixa tensão para a Bandeirantes.

O chefe de divisão, Anderson explicou que é preciso colocar para a concessionária o tipo de iluminação que as empresas querem na rua para que a Bandeirantes faça um projeto: de LED, que é mais moderna ou de vapor de sódio, uma iluminação antiga com um custo maior.

Isso tem um custo, e a Prefeitura arca com o custo da rede, e o valor da instalação da iluminação poderia ser feita em parceria com as empresas da Indubel.

Colin perguntou sobre prazos para execução desse projeto. Anderson disse que a princípio depende do prazo da Bandeirantes, que pode demorar 180 dias, o que seria um prazo longo.

Para uma alternativa mais ágil, até que se finalize um futuro projeto da Bandeirantes, o diretor titular perguntou para Govertz se não é possível colocar a iluminação nos quatro postes que já existem na rua. Ele disse que a concessionária autorizando isso é possível, e a Prefeitura já teria as lâmpadas de vapor de sódio para a instalação.

Para finalizar esse tema, o secretário Koga disse que primeiro farão o pedido de rede na Bandeirantes, dependendo de como ficará o processo, todos avaliarão se será viável a pronta colocação das lâmpadas de sódio nos postes existentes ou o projeto da iluminação de LED em toda a Indubel.

 

Trânsito

Os empresários colocaram que a maior questão com o trânsito são os caminhões que estacionam em local proibido de ambos os lados da rua, atrapalhando assim todo o fluxo do tráfego de veículos na Indubel.

O secretário-adjunto da Pasta, Ticiano Neves, explicou que antes de autuar os veículos por estacionamento proibido e mais justo, primeiro, fazer um trabalho na rua entre as empresas, de conscientização dos motoristas.

O Comandante Messias também sugestionou que a Secretaria de Trânsito e Transporte envie um engenheiro de trânsito para o local, e que este possa dizer quais as áreas de proibição de estacionamento, onde serão pintadas as faixas e também colocadas as placas de sinalização.

Ticiano disse que isso será feito, e que a Secretaria possui a mão de obra para isso e pediu que as empresas possam, em parceria, financiar os materiais para as placas e as pinturas.

Dirceu, da Tecfil, e também Roberto, da Croma, disseram que seria importante todas as empresas da Indubel fazer suas programações em relação ao recebimento de caminhões, favorecendo o não congestionamento da rua.

Adna, da Croma, falou da importância da Secretaria avaliar a colocação de um radar na Avenida Papa João Paulo I com a esquina da rua Indubel, já que os motoristas de carros, motos, caminhões e ônibus, mesmo com o semáforo, passam naquele trecho em alta velocidades. Ticiano disse que essa demanda também será avaliada para saber da viabilidade.

 

Segurança

A queixa dos empresários, que já é antiga são os furtos que ocorrem na parte da manhã e a tarde, e principalmente os roubos dos colaboradores que acontecem nas passarelas e pontos de ônibus, principalmente das 6h às 8h e das 22h às 00h, os horários de saída e entrada nas indústrias.

O secretário de Segurança, Gilvan, falou que hoje há uma dificuldade de patrulhamento com carros, por conta do gasto de combustível. Mas ele se comprometeu a enviar o patrulhamento de motos que é menos custoso, isso a partir de 1º de julho quando começará o patrulhamento do trânsito na região.  O secretário salientou que quando há uma ronda mais constante da polícia, isso diminui o número de delitos.

O sargento Lopes explicou que a PM trabalha de acordo com os dados da Infocrim, para saber quais as áreas que precisam de mais patrulhamento, por isso é importante o boletim de ocorrência.  O sargento também destacou que nesta região aumentou muito o roubo de veículos, e por isso é importante a parceria com as empresas, para que essas possam passar informações ou mesmo imagens de câmeras para a PM, o que ajuda na coibição de crimes.

Lopes também pediu que a Prefeitura de Guarulhos renove o convênio com a Polícia Militar, para que eles possam voltar a fazer autuações e bloqueios policiais. Por conta da falta do convênio a PM na cidade, hoje, só pode fazer patrulhamento.

O secretário Gilvan explicou que o convênio já está correto na Prefeitura, o que falta agora é a Secretária do Estado aprová-lo.

O Comandante Messias ainda informou que a GCM irá começar um trabalho em conjunto com a Delegacia Seccional que também se estenderá para repreender o roubo de cargas.

No fim da reunião os empresários acharam importante divulgar na rua, através de faixas que eles providenciarão, as ações que acontecerão na Indubel.

Imprensa

Close