Fórum

Fórum

Fórum

CIESP Guarulhos realiza o I Fórum com o Prefeito Guti

 

Com auditório cheio o Prefeito falou sobre suas ações e planejamento para o setor empresarial da cidade

Depois da realização de quatro anos de fóruns com o ex-prefeito Sebastião Almeida, o CIESP Guarulhos realizou seu quinto fórum consecutivo com o chefe do executivo, sendo o I Fórum com o Prefeito Guti, sob o tema “O Governo Municipal e a Indústria de Guarulhos”, realizado na tarde do dia 27 de junho, na sede do CIESP regional.

O objetivo do evento foi atender aos interesses corporativos dos associados da entidade e da classe industrial local, através do conhecimento e entendimento das ações e propostas do prefeito para a indústria de Guarulhos.

O evento, que reuniu cerca de 80 pessoas, dentre empresários, dirigentes de associações coirmãs e autoridades, foi divido em duas partes: na primeira parte Guti falou de suas principais ações nas áreas da saúde, educação, empresarial e industrial. A segunda etapa do Fórum, mediada pelo 1º vice-diretor do CIESP Guarulhos, Dr. Antonio Roberto Marchiori, foi aberta para perguntas ao prefeito, que foram previamente enviadas por industriais e empresários presentes no evento.

 

O I Fórum com o Prefeito Guti foi aberto pelo diretor titular do CIESP Guarulhos, Maurício Colin, que iniciou sua fala explicando que o Prefeito não foi convidado antes para comparecer à entidade, porque em comum acordo com o chefe do executivo ficou entendido, que primeiramente, este precisava ter conhecimento da situação da Prefeitura para saber como e quando atuar diante das necessidades municipais.

Depois, Colin citou algumas considerações e ponderações de realidades e necessidade para Guarulhos que Guti fez na entidade, quando ainda era candidato à prefeito. Dentre algumas falas o diretor citou o Via Rápida, que Guti considerava primordial para a cidade e assumiu como compromisso de campanha.

O Orçamento Participativo voltado para a indústria, sugerido pela diretoria do CIESP regional na época de campanha, foi considerado como uma ótima sugestão por Guti, que cogitou incluir essa proposta na execução de seu governo.

Colin também lembrou que Guti não admitia que a cidade perdesse tantas indústrias e empresas, tendo postos de trabalho migrando para outras cidades, isso em decorrência de uma falta de infraestrutura adequada, benefícios ou mesmo incentivos fiscais.

 

Guti iniciou sua apresentação citando alguns avanços de Guarulhos, enfatizando que ainda está longe do avanço ideal e da cidade que os guarulhenses merecem. “São muitos os desafios e as finanças estão realmente muito complicadas. Mas não tenho dúvida que no fim do meu mandato vamos entregar uma cidade muito melhor”. O Prefeito também falou sobre as ações e programas nas áreas da saúde e educação, enfatizando a promessa de campanha de não construir nada novo enquanto tiverem equipamentos antigos parados, que nesse momento estão sendo ativados por sua gestão. O Prefeito também destacou a diminuição de gastos da Prefeitura vinda de ações simples como revisão de contratos e realocação de aluguéis dos equipamentos públicos.

Via Rápida

Sobre o Via Rápida o Prefeito disse que já foi implementado e agradeceu a Secretaria de Desenvolvimento Científico, Econômico, Tecnológico e Inovação (SDCETI) por isso. Segundo ele ainda há alguns ajustes para serem feitos, mas o Via Rápida Empresa já é uma realidade. Até o momento já foram realizadas mais de 7 mil análises, com 80% de deferimento. Desse número de análises 5.384 são constituição de matrizes, 588 aberturas de filiais, 2.428 pedidos de licenciamentos, 1.106 foram concluídos, 1.028 eram licenciamentos de baixo risco e 78 de alto risco.

Orçamento Participativo

Guti tornou a falar que o Orçamento Participativo voltado para a indústria é uma boa sugestão, mas nesse momento a realidade é a formação do Conselho para auxiliar nesse orçamento.

O Conselho foi formado no final do mês de maio, pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano. O secretário da SDU, Jorge Taiar, explicou que a pedido do Prefeito Guti, o Conselho foi formado por representantes de diversas entidades, associações e sindicatos locais, como o CIESP e a OAB que integram o grupo. A finalidade do Conselho é contribuir com a administração através de opiniões, sugestões e críticas, estando assim mais próximo do governo e contribuindo para que este realize os ajustes necessários nas ações da administração pública. “Os encontros acontecerão uma vez por mês, para que o Prefeito Guti possa ouvir as demandas desses diversos segmentos em diferentes áreas da administração pública. E a partir dessas reuniões o governo pode atender, na medida do possível e com maior brevidade, as demandas discutidas”, explicou Jorge Taiar.

O Conselho já realizou uma reunião e em breve acontecerá o segundo encontro.

Água

O prefeito disse que os moradores sabem como era sofrido o abastecimento de água na cidade, citando que em dezembro passado, apenas 4,5% da população tinha água todos os dias. Agora 75% da população recebe água diariamente, “isso não significa que não tenha rodízio, mas com esse número o rodízio é realizado à noite e o morador não sente seu efeito”, explicou Guti.

Zeladoria

Nessa questão Guti disse que a cidade melhorou em comparação ao ano passado, mas entende que ainda não está regular e que o orçamento é baixo. Guti falou também da dificuldade de tapar buracos, “já foram tapados mais de 30 mil buracos na cidade, que depois de três meses abrem novamente”. Por pedido dele agora estão tapando os buracos de uma forma que traga mais durabilidade ao conserto.

Trânsito

Foi perguntado ao Prefeito sobre ações no trânsito da Av. Carmela Dutra, onde caminhões descem de marcha ré para acessar o Centro Logístico de Guarulhos. Essa imprudência já gerou acidentes da Rodovia Presidente Dutra.

Guti disse que existe um projeto de obra para aquele trecho para inibir esses perigos e acidentes, mas hoje a Prefeitura emperra em recursos. Por isso através do Plano de Melhoria Empresarial, estão tratando com a empresa CLG, que está instalada na Av. Carmela Dutra, para que forneçam o material dessa obra.

Segurança

O Prefeito informou que mais de 100 guardas da GCM voltaram para as ruas, e que a Prefeitura está fazendo um estudo para monitorar toda a cidade, incluindo as passarelas próximas as empresas, utilizadas pelos colaboradores. Segundo Guti esse não é um projeto barato, mas é uma ação que dará uma maior sensação de segurança. E segundo ele, para o próximo ano a Prefeitura pretende contratar de 100 a 200 GCMs. Guti frisou que essas ações não são promessas. Elas estão em estudo e acontecerão havendo possibilidade.

Neste assunto, apesar do estudo de monitoramento que ainda não é uma certeza, o diretor da entidade, Maurício Colin, fortaleceu o pedido das câmeras de segurança nas passarelas, ligadas ao Trânsito, assim como instalação de iluminação nesses pontos, dando mais segurança aos trabalhadores que transitam nessas passarelas durante o início da manhã, final de tarde e início da madrugada, nos horários de entrada e saída das indústrias.

Transporte

Foi pedido ao Prefeito linhas de ônibus municipais que passem na Av. Carmela que atenda os alunos do SENAI e também a CLG, porque hoje eles só têm acesso aos ônibus intermunicipais, o que encarece muito mais a locomoção. Guti disse que já solicitou um estudo para o Secretário de Transporte e Trânsito, Giuliano Locanto, sobre outras linhas que possam ser implementadas nesta região.

Iluminação Pública

Guti foi questionado sobre a mal iluminação da Av. Carmela Dutra. Segundo ele, a Prefeitura está fechando, não só para aquela região, mas para toda a cidade, um contrato de manutenção de 9 mil pontos de iluminação apagados em Guarulhos. Esse trabalho deve ser iniciado neste mês de julho, e até fevereiro de 2018 já deve ter sido visto todos os 9 mil pontos. Guti ainda divulgou que o objetivo da administração é trocar toda a iluminação pública por LED, que deve gerar uma economia de pelo menos 30% na conta de energia.

Evasão de negócios e atração de novas empresas

Guti explicou que está trabalhando em um conjunto de ações para frear essa evasão e atrair novas empresas. A primeira delas é o diálogo com a Prefeitura e a SDCETI, tendo as entidades industriais e empresariais ampliando e apoiando essa interlocução. O Prefeito citou a própria implantação do Via Rápida para auxiliar a atração de novos negócios e dos que já estão instalados na cidade. Guti também explicou sobre a criação do Plano Comunitário de Melhoria Empresarial (PCME), “como a Prefeitura tem problema de caixa, as empresas que tenham capital disponível para investir em infraestrutura podem fazer pelo PCME”, onde a administração entra com a mão de obra e o empresário com insumos e materiais.

O Prefeito informou sobre a Lei do SIM, de incentivos fiscais, que está sendo reformulada. Também está sendo requalificada a Lei da Pequena e Média Empresa, que será uma lei mais robusta para impulsionar essas empresas. E ainda tem a Lei de Inovação, que irá para votação na Câmara no próximo semestre, e será um catalisador para empresas que pensem em inovação e tecnologia se instalem em Guarulhos. “Essa Lei de Inovação vem totalmente ao encontro do Parque Tecnológico”, disse Guti.

Também está começando a ser pensada uma lei para o setor de logística e transportes que possa fortalecer e manter essas empresas na cidade.

O Prefeito mencionou mais ações para a atração de novas empresas, como o desenvolvimento de cluster que acontecerá na cidade, que atenderá as necessidades de cada setor, e também a implantação do Programa Guarulhos Export, que fomentará a exportação da indústria local. Já dentro dessa ação, Guti disse que sua viagem à China foi para atrair novos parceiros.

Trevo do Bonsucesso

O Prefeito reconheceu que a finalização do Trevo está demorada, mas pretende entregar essa obra no máximo até o segundo semestre de 2018.

Plano Diretor

Guti disse que as reuniões e discussões estão acontecendo, assim como as audiências públicas, até porque o Plano Diretor está defasado e precisa ser atualizado. O Prefeito também solicitou ao secretário de Desenvolvimento Urbano, Jorge Taiar, que no PD a região de Cumbica tenha um foco diferenciado nas tratativas, porque reconhece a importância desta região industrial para a cidade.

Ligação entre a Avenida Papa João Paulo e a Rodovia Presidente Dutra

Sobre esse questionamento o Prefeito explicou que já está com mais da metade do valor necessário para a realização da obra. Segundo ele a administração está trabalhando junto aos governos para captação do valor que falta. Guti disse que não há como se comprometer com data no momento, mas esta obra está dentro de suas prioridades.

Pontos de Entrega Voluntária

Guti explicou que os PEVs sofrem muito com o vandalismo, por isso a administração pública está trabalhando em um projeto para blindar esses pontos. Esse projeto está em andamento e até o final de 2017 estará implantado. Depois disso ele pretende implantar mais 60 PEVs até o final de seu mandato.

Descarte irregular de lixo e Coleta Seletiva

A secretária de Serviços Públicos, Loredana Piovesan Glasser, informou que a Secretaria tem uma cartilha de conscientização da população sobre o descarte de resíduos e o projeto que recolhe objetos como fogão, sofá, televisão, dentre outros, evitando que estes objetos sejam descartados de forma irregular. Guti disse que a Secretaria de Serviços Públicos também está trabalhando forte na política de reciclagem e coleta seletiva. Segundo ele Guarulhos captava 1.000 toneladas de resíduos/dia e destinava ao aterro. Hoje já estão destinando 26.000 ton/mês, e a meta dada e que está sendo trabalhada e para atingir 20.000 ton/mês de material destinado ao aterro. O Prefeito sabe que é uma meta arrojada, mas a administração trabalha para alcançar esse número.

 

Guti finalizou sua participação no Fórum agradecendo a entidade e falando da importância de colocar os problemas da cidade e também contribuir com as soluções, para viabilizar essas soluções ele falou da necessidade de um planejamento.

O Prefeito também pediu que os empresários e a população de maneira geral continuem cobrando suas demandas, “isso faz com que a administração pública coloque energia no que é necessário”, finalizou Guti.

Imprensa

Close