Entrevista

Entrevista

Entrevista

Maurício Colin participa do programa O Fato em Debate

 

O programa tratou sobre tratou o CIESP regional e sobre a cidade

Hoje, às 7h, o diretor titular do CIESP Guarulhos, Maurício Colin, foi o convidado do programa O Fato em Debate, da TV Destaque, apresentado por Júlio César e comentado por Décio Pompeo. O programa, que também foi transmitido pelo G7 News, tratou sobre tratou o CIESP regional e sobre a cidade.

Perguntado sobre a crise política que a cidade passa atualmente, Colin disse que com certeza isso é prejudicial para o munícipio, e ainda não tem como mensurar esse prejuízo. Mas enfatizou que hoje o maior problema para a indústria local é a logística. “A cidade precisa de mais acessos e mais retornos. Sua logística precisa ser redesenhada, porque Guarulhos não foi projetada para atender a demanda de fluxo que tem hoje, ainda mais sendo uma cidade industrial. É preciso melhorar o escoamento da indústria e a mobilidade da população. É preciso também um olhar especial para Cumbica”, explicou Colin.

O diretor titular do CIESP Guarulhos, Maurício Colin

Indagado sobre sua opinião sobre a equipe da Prefeitura, Maurício falou que Guti tentou fazer algo que muita gente pediu, colocar gente nova em sua equipe. “Ele é jovem e tentou acertar, mas concordo quando vocês dizem que o tamanho da cidade pesou pra ele. Mas preciso dizer que as demandas que o CIESP manda tem recebido retorno”, disse o diretor. Colin explicou que por enquanto está razoável e que a entidade esperou um ano para fazer as cobranças, porque agora não se pode mais falar que precisa tomar ciência da situação de Guarulhos.

Pompeo perguntou para Maurício, se ele concorda com a atual administração quando diz que a gestão do Almeida prejudicou a cidade. Para Colin, Almeida não foi um mal prefeito, principalmente no contato com as entidades, ele teve pontos fortes e defeitos,“acho que o Guti está amadurecendo e é preciso mudar algumas peças na administração, porque há necessidade de técnicos e especialistas. Deve haver uma melhora, até mesmo porque o Almeida deixou projetos e obras encaminhados”. Colin ainda enfatizou que sempre defende o trabalho e incentivo de Guarulhos para trazer uma montadora para a cidade, “espaço para isso Guarulhos tem. Isso seria uma grande contribuição para a cidade, a exemplo do que está sendo para Sorocaba”.

Parque Tecnológico também foi assunto levantando por Pompeo. O diretor do CIESP Guarulhos explicou que o Parque é bom para qualquer cidade e região, mas questionou se é necessário neste momento para a cidade. “Não vejo um Parque Tecnológico agora, porque entendo que temos muitas outras necessidades neste momento, precisamos criar uma base sólida para isso”, disse Colin, explicando que grandes empresas instaladas no município têm seus espaços tecnológicos; além de duas escolas SENAI estabelecidos na cidade, “mas caso haja dinheiro e espaço disponíveis, façam o Parque”, concluiu o tema.

Antes de finalizar o programa, Colin explicou que o CIESP tem uma luta mais centrada em nível estadual e nacional do que local, mas que as bandeiras abrangem qualquer cidadão do país.

Ele citou a campanha Chega de Engolir Sapo, que luta contra os juros exorbitantes dos bancos cobrados do consumidor e das empresas. Falou do investimento do SENAI na Indústria 4.0, que é a realidade da modernidade industrial. Colin destacou sobre a obra em curso da ampliação do SESI, do Jardim Adriana, que terá capacidade para atender muito mais crianças. Por último ele falou do JEPP, Programa Jovens Empreendedores Primeiros Passos, do Sebrae-SP, que está implantado, como projeto piloto, em quatro escolas da rede municipal de ensino, para alunos do 1º ao 5º ano, que irão começar a pensar como empreendedores desde o inicio de suas vidas, podendo empreender, com conhecimento e segurança, na fase adulta. O objetivo, posteriormente, é estender o projeto para toda a rede municipal de ensino.

 

Imprensa

Close